História

Manuel Ferreira Jerónimo - Fundador e sócio nº 1

O MODERP – Movimento Democrático de Reformados e Pensionistas, fundado em 1986, a partir da sua base criou em 1992 a ANAPR-MODERP – Associação Nacional de Aposentados, Pensionista e Reformados para que a abrangência interventiva e social fosse mais adequada à realidade que tem a sua sede em Lisboa, na Rua Vitorino Nemésio, 5 1750-306 Lisboa.

O MODERP exerce a sua atividade em todo o País e dispõe de quatro Delegações: Porto, Figueira da Foz, Viseu e Lisboa a que, em breve, serão acompanhadas de mais três outras Delegações a de Coimbra, a de Santarém e a da Lisboa-Oeste que englobará os Municípios de Sintra, Cascais, Oeiras e Amadora.

O MODERP e a ANAPR são Associações, sem fins lucrativos e que tem como finalidade a solidariedade e a ação social. Está na sua génese constitutiva o acolhimento preferencial de pessoas na situação de Reforma, Aposentados e Pensionistas tendo evoluído ao longo dos seus quase 40 anos de existência para um acolhimento de novos associados independentemente da sua condição ativa laboral.

A ANAPR/MODERP foi assim criada no quadro do movimento sindical da UGT – União Geral de Trabalhadores, nos termos de cujos estatutos (artº 64º dos estatutos da UGT, publicados no BTE nº 29 de 2013) “funciona junto ao Secretariado Nacional, apoiando-o na definição da política de apoio aos pensionistas e reformados e executando as suas orientações na defesa e prestação de serviços aos mesmos.”. Para além dos associados individuais, a integração da ANAPR/MODERP no universo de entidades filiadas ou associadas na UGT, permite o desenvolvimento de uma atividade em relação estreita não apenas com a própria UGT, mas com um conjunto de entidades públicas e privadas com quem a Central Sindical se relaciona, bem como os diversos movimentos de reformados e pensionistas dos sindicatos afetos à UGT em todo o território nacional, com os quais desenvolve parcerias.

O MODERP é uma IPSS outorgada e reconhecida como pessoa coletiva de utilidade pública. O seu sócio nº 1 e fundador foi Manuel Ferreira Jerónimo, distinguido em 2016 com o Prémio “Envelhecimento Ativo Dr.ª Maria Raquel Ribeiro”, na categoria de “Intervenção Social”.   

Atualmente é um parceiro social com representação outorgada como Conselheiro eleito no “CES – Conselho Económico e Social”, no órgão do “CNPSSS – Conselho Nacional das Políticas Sociais da Segurança Social” e no “Conselho Consultivo do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social”. Faz parte do Secretariado Nacional da UGT e é parceira na Comissão Social da Freguesia de Santa Clara-Lisboa (tendo, anteriormente, incorporado a CS na Freguesia de Santa Maria Maior) e membro da Rede Social de Lisboa.  

Têm estes encontros sempre um denominador comum que é a promoção e o tornar evidente que o envelhecimento ativo é o prolongamento da vida ativa de todos nós desde que vivido com as condições de autonomia, saúde e bem-estar.